terça-feira, 5 de abril de 2011

Ilhado...

Quando pedi isolamento do mundo, ou que eu viesse a encontrar algum canto bem meu, perdido em alguma vila bem no sul de algum país europeu, eu não quis necessariamente, que neste cantinho em questão, eu fosse privado de um acesso descente a internet.
Porque mais do que simplesmente me conectar com o mundo, com meus amigos, com as pessoas com as quais eu gosto de conversar, poder estar ligado a rede, é o que mantem meus projetos vivos, meus sonhos e minhas buscas em voga...
Veja, a internet aqui é ótima, tão boa quanto a que tinha nos Estados Unidos, ou que os amigos têem aí no Brasil, tenho certeza disso, o problema é a casa onde moro, aqui não tem internet descente, acho que o vizinho já tem a conexão e como eu moro em uma divisão dentro do que seria uma mesma casa, logo, para puxar um fio para o meu quarto (visto que o processo seria muito demorado, já que na Alemanha não existem postes e tudo é subterrâneo) vai muito dinheiro. Este é o motivo principal de estarmos usando essas internets USB's, que - como todos sabem - só existem com um limite de conexão e download. O meu são míseros 2.5 GB, imagine só, o que fazer com isso apenas? Alguns vídeos no youtube, um upload no meu canal, e algumas Skypadas, pronto, estou na miséria, estourei a cota e eles baixaram drasticamente a velocidade, estou como internet discada, e vocês sabem, poucas coisas podem ser mais broxantes do que internet discada...
Caramba, o que eu tenho que aprender com mais esse Insight glorioso do destino? Virei um poço de expressão digital, saí em uma busca por inspiração pelo mundo, e acabei preso em uma vila no sul da Alemanha, ilhado de tudo, incapaz de me comunicar, trabalhando 11 horas por dia para depois não poder nem sequer me perder em algum filme de minha escolha; o quão romântico é isso?
Para poder ter o meu tão sonhado bom acesso a internet, preciso concordar em assinar um contrato de 2 anos com uma operadora local, dois anos para ter 10 GB por mês... E eu, deste jeito, vou saber onde vou estar daqui dois anos? Se continuar com essas questões, acho que vou estar na Polônia, rsrs...
Se bem que lá, acho que estarei mais bem servido de banda...
Caramba, isso é o que de pior poderia estar me acontecendo... Dia 19 deste mês, recebo meus 2.5 GB de novo, e daí sim, por uma ou duas semanas, navego de forma descente, mas até lá, ou mesmo depois, preciso pensar em um jeito para estar mais confortável nessa situação...
Ontem começaram os primeiros ataques de raiva no trabalho, nada sério, apenas uma vontade de sair gritando e chutando tudo, nada muito preocupante, mas é porque eu preciso deste contra balanço, desta pausa em tudo, destes bons filmes, seguidos por boas descobertas vloguísticas, enfim, de qualquer coisa que me desligue daquilo lá...
Eu tinha isso na rede, agora vou ter onde?
Desculpem a ausência galera, visitas nos blogs, comentários nos vídeos dos meus vloguers favoritos, enfim, eu queria poder estar acompanhando a todos, como bem gosto de fazer, mas desta vez estou de pernas e braços amarrados, ilhado, me obrigando a me isolar mesmo, até de vocês...
Vou tocando aqui e sempre que der apareço para um "oi"...
Não se esqueçam de mim, odiaria ter que me apresentar de novo e estragar todo o processo até aqui...
Ainda bem que ainda tenho o decálogo do kieslowski aqui comigo, e ele me supre por algum tempo, mas como o nome sugere, "decálogo" só são dez, e depois disso?
Vou precisar pensar em algo...
Estou aceitando ajudas e doações de livros, filmes e qualquer coisa que supre a alma...
Sabia que tinha que ter trazido o meu "Senhor dos Anéis" comigo...
Até mesmo a Lira faria alguma coisa mágica por mim aqui nesse fim de mundo...
Estar Ilhado é foda!

6 comentários:

  1. leitor do brasil5 de abril de 2011 19:03

    Sua vida vai melhorar bastante quando você assumir sua sexualidade! Essa história de amor platônico não cola, amigue... Sai, se joga e consegue um alemão bacana pra você! Sei que se não rola nem gravar vídeo com a família perto, imagina se assumir, mas sua felicidade deve estar em primeiro lugar. Escritor falando de criança que toma sorvete não dá! Seja real aqui. ESTA É SUA OPORTUNIDADE. pense...

    ResponderExcluir
  2. Rsrsrs, estranho o comentario decima, espero um contra-comentário.

    Fico impressionado como me pareço com você. A diferença é que me sinto ilhado e estrangeiro em minha própria terra, com vontade de sumir nesse momento. Não teria um quarto sobrando ai na alemanha não? Rsrsrs. Boa sorte amigo.

    ResponderExcluir
  3. Cara, eu tenho uma grande admiração por voce. Nada melhor do que estar na Europa e absorver toda esta cultura. Independente do lugar que voce estiver voce tera os mesmas vontades de largar tudo e sair correndo( about trabalho) .
    O Acesso a internet realmente deve ser complicado, mas por enquanto nao faca vídeos, coloque seus textos aqui...tenho certeza que vamos acompanhar...rs
    Eu também sou imigrante, bem diferente de ser turista neh?! RS

    Se cuida Negao

    ResponderExcluir
  4. Eu não costumo responder aos comentários aqui no blog, mas não posso deixar de me manifestar pelas palavras do Leitor do Brasil, logo acima...
    Primeiro, queria agradecer, do fundo do coração, pelo incentivo. Sem sombra de dúvida que se fosse sexualidade a questão, suas palavras teriam encontrado um coração atento e muito feliz em recebê-las, mas acredite amigo, sou mesmo um escritor de amores platônicos e de criancinhas tomando sorvete... Não sei se isso me faz crescer ou diminuir no seu conceito, mas dentro de uma subjetividade bem pessoal, sou bem verdadeiro aqui, tanto no blog, quanto no vlog... Mas mais uma vez, obrigado pelas palavras, eu realmente gostei deste comentário... Um super abraço!

    ResponderExcluir
  5. Tenta curtir essas experiências para servir de inspiração artística. Não conheço você, mas torço por você. Sei que é uma pessoa digna e criativa.

    ResponderExcluir
  6. Oi filhote! Ando ainda meio depre, mas consegui ver com a devida atenção seu video que vc me manda com tanto carinho e que eu fico muito contente em receber.
    Vc tocou num assunto interessante que é ler e os autores. Aprendi a ler e escreve cantando, de uma forma bem lúdica, e como foi de uma maneira divertida ( isso aos 5 anos ), ler e escrever tornaram-se um grande prazer na minha vida. Ainda carrego alguns erros gramaticais e de concordancia gritantes, mas dá pra quebrar um galho.
    Meu pai sempre foi um homem que li e ainda le muito, livros, jornais, joga dominó, az palavras cruzadas, enfim ,me espelhei nele e com ele aprendi a gostar de Chico Buarque e de ler noticias, revistas ( veja, isto é, seleções).....
    Tive uma avó cega e fico desesperada se um dia perdesse a visão, pq sou viciada em leitura, assino diversas revistas, leio alguns livros ao ano, e acompanho noticias pela net. Esse vício é tão absurdo que leio desde bulas de remedios a biografias e livros técnicos de psicologia e patologias. Tb gosto muito de reler alguns livros, onde sempre vejo com outros olhos e sentimentos a cada leitura e fico surpresa com essas emoções diferentes com um mesmo livro em ocasiões da nossa vida tb diferentes.
    Se eu não tivesse sido mãe tão cedo talvez teria o mesmo destino seu: viajar e buscar algo me me complete como ser humano. Mas meu destino oi diferente.
    Continue na sua busca, vc é jovem, inteligente e cheio de vida.
    Te amo

    ResponderExcluir