sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Depoimento

depoimento via orkut, escrito e jamais emviado em 22 de fevereiro último...

Oi, como vão as coisas?
Por aqui as coisas estão indo de mal a pior. Eu não consigo mais aguentar esses trabalhos que não significam nada... Arrumei emprego de churrasqueiro em um restaurante que abriu aqui. Devo ser o primeiro churrasqueiro vegetariano na história... Deve ser mal de criação, eu simplesmente não consigo me acostumar a trabalho nenhum, tenho um problema sério de adaptação em tudo que eu faço que não significa nada para mim. Sou daquelas almas perturbadas e confusas, capazes de criarem questões fundamentais e analíticas, mas incapaz de cortar uma carne, ganhar o dia, e ficar satisfeito com isso.
Caramba, como tudo, agora eu começo a pensar em fugas eficazes para abrandar esses sentimentos tolos, algo como ir para a europa, e que se foda, mas daí lá também eu encontraria serviços que não significam nada... Preciso de alguma saída, alguma coisa minimamente proveitosa, de modo a poder investir em mim. Mas não sei o que.
Sair agora implicaria em desistir de tudo, mais uma vez, começar do zero, e por mais que a minha alma peça isso, eu já começo a enxergar a necessidade de criar raízes em algum lugar, mas por outro lado, definitivamente eu não as quero aqui...
O que fazer?
Beijos no coração!


Embarco para a Itália no dia 9 de março de 2011... Espero estar fazendo a coisa certa...



3 comentários:

  1. Sou incapaz de dar respostas aos meus dilemas pequenos, portanto, incapaz de dar dicas a você. Eu o admiro por muitos motivos e um deles é a capacidade e humildade de confessar as próprias limitações e desesperos. Vivemos num mundo de Super-Heróis, onde todos se acham ou fingem ser fortes, você é autêntico. Isso é lindo. Ir ou ficar? Guri, não importando a tua decisão, pois já percebeu que a realização dos sonhos, embora precise de muito esforço nosso, as vezes voa pra longe sem querermos, busque por você, busque pelo teu Eu interno. Acredito numa saída intelectual, veja filmes com olhos analíticos, leia livros, procure ser (sem querer ser metido), um intelectual do "caralho", daqueles muito bons mesmos, onde quer que esteja, estará bem com o que sabe e com o que aprende, trate os outros com dignidade, tente tratar com respeitto, mas não cale-se nunca... Um autor Phillip Pullman disse que "Ninguém tem o direito de viver sem ser ofendido". Sei que voce é um cara terno, mas tente exercitar algum tipo de dureza para bater de frente com os outros. Abraços e estou sepre aqui.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Stenio, fiquei sem net por uns tempos, nem consegui participar da brincadeira da Liberdade, que achei bem criativa, parebéns.

    Rapaz, como eu já disse antes, nossas angustias são muito parecidas, também vivi um sonho de ser artista e criar obras fantásticas que comovam a humanidade e ver esse sonho ser adiado por empregos simplistas que nos proporcionam apenas sobrevivência. Mas como um amigo meu me disse: dê tempo ao tempo, coisas melhores virão com os movimentos do niverso, tenho certeza de que nós teremos aquilo que procuramos, basta aproveitarmos as oportunidades certas. E quando quiser fugir pra algum lugar, lembre-se que o brasil é sempre acolhedor, e tendo vivencia nos states, com certeza empregos melhores te esperam por aqui ( ao menos aparentemente), acho que você deve fazer TUDO, menos ir contra sua natureza vegetariana, acho que isso torna suas obrigações mais penosas ainda... tente encontrar outro caminho e não desista, rapaz!!

    ResponderExcluir
  3. seja forte e nunca esqueça de ser você mesmo.

    ResponderExcluir